BC: rentabilidade de bancos do país está em posição intermediária ante os de fora

Fabrício de Castro – A rentabilidade do sistema bancário brasileiro está em posição intermediária na comparação com os pares internacionais, pontuou nesta terça-feira (12) o Banco Central em seu REB (Relatório de Economia Bancária). A conclusão resulta da comparação entre o ROE (Retorno sobre o Patrimônio Líquido) do Brasil e de outros países em 2017.

O ROE dos bancos brasileiros no ano passado foi de 13,8%. Em um universo de 21 países, conforme o REB, o porcentual é o nono maior. O ROE brasileiro é inferior, por exemplo, ao de bancos de países como:

  • Austrália (22,0%),
  • Canadá (21,8%),
  • México (19,6%),
  • África do Sul (19,6%) e
  • Peru (18,1%), que lideram a lista.

Por outro lado, o ROE do sistema bancário brasileiro é superior ao de países como:

  • Suíça (3,2%),
  • Estados Unidos (3,4%),
  • Índia (4,5%),
  • Portugal (4,7%) e
  • Itália (4,7%).

“O sistema bancário brasileiro passou por movimento de redução da rentabilidade ao longo dos anos de 2015 e 2016, em consonância com o período de recessão econômica”, pontuou o BC no relatório.

Leia também:

“Em 2017, teve início movimento de recuperação da rentabilidade, com o Retorno sobre o Patrimônio Líquido alcançando 13,8% em dezembro de 2017, ante 11,6% em dezembro de 2016.”

De acordo com o BC, passada a recessão, os bancos reduziram as provisões para crédito de difícil liquidação (PCLD), o que gerou efeitos positivos para a margem de crédito líquida, servindo de indutor para alta do lucro no ano passado.

https://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2018/06/12/bc-rentabilidade-de-bancos-do-pais-esta-em-posicao-intermediaria-ante-os-de-fora.htm

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*