Bob Fernandes/Retratos de Doria, o prefeito, e o empresário

Jornal da Gazeta

Publicado em 25 de jan de 2017

Há 25 dias no Poder, a história do novo prefeito começa a ser escrita. Com intenções e ações iniciais e, naturalmente, eventuais ligações com a trajetória pessoal de João Dória.
.
Salvo em campanhas e seus universos paralelos, não há como separar pessoas de suas histórias.
.
Na inauguração do mandato o prefeito se fantasiou de gari. E já andou em cadeira de rodas.
.
No aniversário dos 463 anos de São Paulo, o presente foi o aumento da velocidade nas marginais Tietê e Pinheiros.
.
Dória anunciou o despacho da “Virada Cultural” para Interlagos. Depois recuou em parte. E lidera a batalha da cal contra as cores.
.
Com pichações, e inclusive grafites sendo encobertos, essa Guerra ao Pixo promete.
.
Pichações são, também, provocações com múltiplas significações. Figura e nome de Dória já foram pichados nos muros.
.
Base comunitária da Guarda Municipal faz vigilância em frente à casa do Prefeito.
.
O Dória pessoa jurídica dirigia empresas, entre elas o LIDE. Um dos negócios era reunir empresários e políticos na Ilha de Comandatuba.
.
Empresários, como é corriqueiro, pagavam para comparecer aos eventos.
.
Thais Bilenky revelou na Folha: desde 2005, em valores atuais, empresas do privatista Dória receberam R$ 10,6 milhões de “entes estatais”.
.
Nas gestões Lula e Dilma, repasses de cerca de R$ 6 milhões. Entre 2010/2015, do governo do Estado chefiado por Alckmin, outros R$ 4,5 milhões.
.
Dória promovia tais eventos, na Era Lula/Dilma, ao mesmo tempo em que atacava a “corrupção petista”.
.
Aos encontros do LIDE compareceram inúmeros acusados de corrupção em governos petistas… Dória, já prefeito, prometeu “visitar Lula em Curitiba”.
.
Nesta semana, após reportagem da Folha, Dória cancelou presença em encontro do LIDE marcado para Março.
.
Cotas de patrocínio de R$ 50 mil, para evento no Hotel Hyatt, dariam direito a “sentar-se à mesa do prefeito”.
.
Depois do cancelamento, as explicações: o LIDE agora pertence aos filhos de Dória. E “empresas de comunicação também comercializam cotas para seus eventos…”.

Be the first to comment

Deixe uma resposta